terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Resgatando lembranças do antigo Comércio Público de Saboeiro


Todo saboeirense com mais de 30 anos de idade carrega lembranças do antigo comércio público de Saboeiro, dos comerciantes que ali exerciam sua atividade, ds famosas "tertúlias", da primeira exibição de cinema na Terra do Galo, e todas essas lembranças nos remetem ao presente, onde após a derrubada do antigo e histórico prédio, jazz o arcabouço de uma obra arquitetônica moderna que envelheceu no meio do caminho.

Me recordo do tempo em que a gente só encontrava linha de bordar na bodega da D. Eunice, bem como somente lá a gente cobria os botões de tecido, tão em moda naquela época. Não é difícil lembrar também sapataria do Francisco Momédio (Pantim), que ocupou o prédio onde antes ficava a  bodega do saudoso seu Dário. Quem de minha geração não comprou balas na bodega do Zé Militão depois da Santa Missa dos domingos?

Quantos namoros não começaram e findaram após adentrarem o portão lateral do comércio, de frente pra Igreja? Era lá que as antigas tertulhas embalavam as noites dos casais enamorados.Foi lá também que Saboeiro assistiu

Quantas lembranças!

4 comentários:

  1. muito legal relenbra nossa querida saboeiro gostei!!!

    ResponderExcluir
  2. Maria do Socorro Prudencio Dias1 de janeiro de 2014 12:33

    Saudades!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Bons tempos!

    ResponderExcluir
  3. Bons tempos, me lembro vagamente de ficar la na praça com alguns amigos no recreio a noite pra tomar um sorvete e jogar papo pro ar das brincadeiras de pega pega com Jorge filho da finada Luiza filha da vó Nair tempos bons........

    ResponderExcluir

Oi... Bem vindo ao Blog Saboeiro Existe. Seu comentário é muito importante! Comentários ofensivos não serão aceitos! Identifique-se! O anonimato subtrai o valor da sua opinião! A opção anônimo dificilmente será publicada, mesmo que seu comentário seja importante. Obrigado por contribuir para o sucesso do blog!